RESENHA - QUADRINHOS: SIDEKICK - O PARCEIRO


Sidekick – O Parceiro (título original: Sidekick), é uma mini-série em 5 edições, que conta a historia de Eddie Eddison, um entregador de pizza que tem dois empregos: durante o dia ele entrega pizzas para sobreviver, e durante a noite, ele combate o crime como o parceiro de um dos super heróis mais poderosos de Metroville City, o Senhor Excelente (personagem esse que, não por acaso, tem uma impressionante semelhança com o Super-Homem); porém, logo após uma desastrosa ação contra assaltantes em um banco da cidade, Eddie Eddison decide por procurar um novo emprego como parceiro de outros super-heróis que também atuam em Metroville City, como o Juiz Noturno, o Mano Comando e a Princesa da Justiça (heróis esses que também se assemelham a outros personagens clássicos de outros quadrinhos), afim de, não só faturar uma grana-extra trabalhando como parceiro de outro herói, como também se livrar dos diversos processos que foram abertos contra ele e o Senhor Excelente, por danos a propriedades públicas).

Sidekick – O Parceiro, escrita por Paul Jenkins, desenhada por Chris Moreno e publicada pela Image Comics, têm como principal foco, logicamente focar na vida de um “sidekick” de super-heróis, sem super-poderes, sem dinheiro e que só se estrepa, durante praticamente toda a história, tendo que se virar da maneira que pode para resolver não só seus problemas pessoais, como também os problemas de uma grande metrópole, sendo essa defendida por um grupo de heróis incompetentes e descerebrados, além de extremamente infantis e ególatras.

O texto de Paul Jenkins é altamente sarcástico, ácido e inteligente, e o traço de Chris Moreno acaba por servir como um perfeito auxiliar para o desenrolar da narrativa, apresentando personagens fisicamente cômicos e exagerados, embora um tanto quanto “mal-acabados” e sem grandes detalhes, até porque a meta da revista não é “emular” grandes desenhistas ou criar uma obra de arte visual, tendo apenas o deboche e a diversão como os reais objetivos da mesma, e fugindo do lugar comum e do politicamente correto.

Em suma, Sidekick – O Parceiro é altamente recomendável para aqueles que curtem o bom e velho humor negro que está em falta hoje, além de nos fazer pensar com um pouco mais de respeito (ou não) sobre a real função de um parceiro de super-herói (e isso sem contar com o clímax final, que é bastante inesperado).
Nota: 9,0





 
 
 
 
 
Para a leitura das revistas, faz-se necessária a instalação do CDISPLAY , um programa próprio para a visualização dos arquivos; para a "navegação" das páginas, basta utilizar as teclas "Page Up" e "Page Down" para "virar as páginas" e as teclas direcionais para subir ou descer nas páginas.
These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati

One Response to this post

  1. Driele on 6 de outubro de 2011 17:20

    Eu gosto desses HQs que saem um pouco desse clima da DC e Marvel. Vou ler essa mini série.
    Estava lendo uma nesse estilo que usa os grandes heróis tipo Superman como molde para outras tramas, só que não consegui mais baixar, nunca achei as edições que faltavam, Irremediável. Conhece?
    Abraço Pimp ;D

Leave a comment