BADERNACAST #10

Saudações a todos, e sejam bem-vindos ao BadernaCast, o podcast de bate-papo Ultra-BADernista.
Nessa décima edição, PIMP (MAL), Marcel Camp (vemaquinomeublog.blogspot.com) e Rafael Frassetto, falamos sobre Tropa de Elite 1 e 2. Falamos sobre as tramas, os personagens, os conflitos, as críticas embutidas e onde a história de nossa nação se confunde com a ficção, além de fervorosos desabafos dos participantes com relação à situação da sociedade carioca atual
sintam-se à vontade para opinar, criticar e elogiar!
O espaço é de vocês!

Assinem nosso feed:
http://www.mevio.com/feeds/oultra-badernista.xml

Link para download:
http://oultra-badernista.mevio.com

Link direto:
BadernaCast 10



E-mail para contato:
acervodopimp@yahoo.com.br

Trilhas sonoras que tocaram de fundo nessa edição:
Tropa de Elite 1 e 2

Sigam-nos no Twitter:
@BadernaCast
@PimpMAL
@MarcelCamp
@RafaFrassetto
@Queirozzzzzzzzz

Nossa página no Facebook: O Ultra BADernista
These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati

3 Responses to this post

  1. Queiroz on 27 de janeiro de 2011 17:24

    TROPA DE ELITE

    Eu lembro que todo mundo falava: Viu Tropa de Elite? No tempo que só tinha no camelô, mas fiz questão de esperar para chegar no cinema funciona como filme, funciona como tapa na cara, há momentos que as pessoas não dão lá muita importancia como os momentos de intimidade do Cap.Nascimento com sua mulher, e destaco a cena do esporro na mulher para logo depois ver sua mão que vivia trêmula, ficando firme. Eu não curto o núcleo estudantil do filme, pq não pareciam pessoas, mas mais esterotipos para o Padilha conseguir desenvolver melhor sua história. E não consigo sentir simpatia pelo Mathias no primeiro filme, acho que no segundo ele é até melhor apresentado. Mas, o núcleo dos policiais, excelente, o Neto se você ver bem é o verdadeiro herói do primeiro filme, e que bom que teve um arco fechado, acho que a morte dele foi um impacto bem melhor para o personagem. E se o Brasil não tem filme de guerra, Tropa de Elite é nosso filme de guerra. =)

  2. Queiroz on 28 de janeiro de 2011 17:34

    TROPA DE ELITE 2

    Eu concordo com quem disse que no TDE.2 pegaram a estrutura do filme norte americano para realizar um bom filme brasileiro. O Fraga é o Harvey Dent, a mulher é a Rachel Dawes, e Nascimento estaria num patamar até mais elevado que um Batman, mas tendo em comum o fato de ser incorruptível, algo que você pode notar que não rola com o Mathias que viu a brechinha para voltar para o bope e voltou, mesmo na cola dos corruptos. Eu gostei mais do Tropa de Elite.1, mas é no Tropa.2 que talvez nos aproximemos mais da solução dos problemas abordados nos dois filmes, e é louvável a demonstração de seus realizadores pela luta de uma nova consciência política nacional.

    Valeu Badernistas

  3. Queiroz on 29 de janeiro de 2011 09:54

    E falando em Maria Ribeiro recomendo Histórias de amor duram apenas 90 min., em que ela contracena com o marido Caio Blat, completamente nua, com cenas de sexo, um filme altamente recomendável, não só pela gostosa da Maria, mas tb pelo ótimo roteiro, uma interessante história sobre um triangulo amoroso http://historiasdeamorofilme.com.br/

Leave a comment